Editora da UFRNEditora da UFRN

Menu
K
P

Vicissitudes da participação e da organização social no desenvolvimento

  • Autor/ Organizador: Fernando Bastos (Org.), Denes Vieira (Org.)
  • ISBN: 978-85-425-0674-7
  • Ano de publicação: 2015
  • Linha editorial
  • Coleção/ Série: Coleção Ciências Sociais 2
  • Tipo de publicação: Digital
  • Formato/suporte: Adobe PDF
  • Número de páginas: 386
  • Palavras-chaves: Ciências Sociais, Estudos rurais, Nordeste
  • Link para baixar o livrohttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22242
  • Sinopse: O conjunto de textos que compõe este livro expõe para um público mais amplo os resultados de pesquisas cujo objeto das investigações se situa nos temas que o grupo de pesquisa LABRURAL, vinculado aos PPGCS e PPEUR, da UFRN, tem estudado nestes seus mais de dez anos de existência. São investigações que se situam nas áreas temáticas da sociologia rural, políticas públicas, novas ruralidades e pluriatividades, especialmente nos territórios de cidadania do Seridó, Apodi e Mato Grande norte-rio-grandense. Como afirmam os organizadores na introdução do trabalho, com a presente publicação pretendem "discutir mudanças sociais em sua acepção mais ampla, mas sem perder o sentido "coloquial" que a expressão encerra. Isto é, o desenvolvimento enquanto processo social de transformação da vida das pessoas, como pensam, atuam, se relacionam e fazem escolhas". Para alcançar esse objetivo, o ponto de partida dos autores é a construção de uma perspectiva teórica que problematiza a noção tradicional de desenvolvimento alicerçada no crescimento econômico, industrialização e uso intensivo de tecnologia. Temos nessa problematização a ressonância do dialogo de autores como Amartya Sen, Karl Polanyi, Galbraith e Salama, dentre outros teóricos contemporâneos do tema desenvolvimento, ao afirmarem que "esta reflexão definindo o desenvolvimento como um processo consciente sistêmico e irradiado de mudança na vida das pessoas em que, além de assegurar de modo ampliado o acesso a direitos, permite ampliar a autonomia, a cooperação e a solidariedade, de forma a tornar possível a permanência e a disponibilidade equitativa dos bens simbólicos e materiais de uso comum, e o respeito às diferenças e possibilidades de escolha futuras". Apresentados inicialmente como teses de doutoramento e dissertações de mestrado, os textos que compõem o presente livro abordam, a partir de investigações empíricas, diversos aspectos das questões mais relevantes do tema da mudança social e do papel dos indivíduos e instituições nesses processos concretos. Temos assim estudos sobre agricultura familiar e capital social como possibilidade de "empoderamento"; de um tipo "especial de território, o das lutas pela construção de um espaço que garanta a preservação do meio ambiente"; sobre "análise organizacional de uma empresa de pesquisa e difusão de tecnologia agropecuária" no RN; reflexões sobre as trajetórias de "duas associações do Rio Grande do Norte" e sobre a influência do associativismo em outro espaço do RN; as relações entre pobreza, desenvolvimento e conservação dos recursos naturais; a coexistência funcional do arcaico e do moderno na fruticultura irrigada do Baixo Açu/RN; a reforma agrária no RN. Estão de parabéns os pesquisadores do LABRURAL ao disponibilizarem em forma de livro o resultado de seus esforços acadêmicos aos estudiosos e interessados neste campo temático, assim como permitir que um público mais amplo possa se beneficiar das investigações e reflexões aqui publicadas. [Fernando Bastos Denes Vieira]
Voltar