Editora da UFRNEditora da UFRN

Menu
K
P

Interação Universidade – Escola: Experiências Formativas no PIBID/UFRN

  • Autor/ Organizador: Lucrécio de Araújo Sá Júnior, Cynara Teixeira Ribeiro, Marta Aparecida Garcia Gonçalves
  • ISBN: 978-85-93839-31-3 
  • Ano de publicação: 2017 
  • Linha editorial
  • Coleção/ Série
  • Tipo de publicação: Digital
  • Formato/suporte: Adobe PDF
  • Número de páginas: 295
  • Palavras-chaves: Educação, Formação de professores, Universidade
  • Link para baixar o livrohttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24161
  • Sinopse: Esta obra, resultado de um trabalho contemporâneo, faz circular relatos de práticas e de experiências formativas no PIBID/UFRN nos mais diferentes campos do saber. As dimensões das reflexões adensam-se no desafio de comportar o saber teórico com o saber prático. Os trabalhos desenvolvidos suscitam uma renovação da epistemologia das práticas formativas iniciais no âmbito da docência e trazem uma série de contribuições, desde o debate histórico-crítico que se centra em: 1) relatar a prática de ações coordenadas, por um conjunto de professores formadores que constituem verdadeiras matrizes de intelecção desse tempo determinado; 2) os escritos se situam numa região mediana entre teoria e experiência, e determinam estes dois campos de atuação, Universidade e Escola; 3) expressão de que as matrizes formativas no âmbito das licenciaturas se desenvolvem atualmente com êxito de grandes transformações, que, ao longo desses anos, têm moldado e modificado a configuração do saber docente. Isso faz com que o professor, nesses espaços formativos, assuma diferentes camadas de discursos e práticas que se superpõem (uma vez que são produtos da influência de diferentes matrizes enunciativas), o que torna possível que estas obras sejam estratos, posteriores, de uma arqueologia do saber. Os livros se compõem deste modo de variações e experiências formativas distintas que revelam percepções vividas e associadas a teorias, com estatuto de cientificidade. Sem utilizar os critérios de causalidade histórica tradicional, estas obras, apresentam, de forma não exaustiva, uma descrição de diferentes configurações de saber, que se apresentam em contextos variados.
Voltar